Sobre 

A OUTRA FEIRA é um evento itinerante de artes visuais que acontece duas vezes ao ano aos finais de semana em espaços culturais da capital paulista desde 2016.

A ideia, inspirada em experiências de Londres (Inglaterra), é conectar quem gosta e se interessa por diferentes tipos de artes com os próprios artistas que fazem parte do projeto. 

Não é preciso, no entanto, entender de arte para visitar A OUTRA FEIRA: o espaço é descontraído e acolhedor para todos os públicos. A proposta é expor e circular os trabalhos, e aproximar a produção artística de diferentes perfis de pessoas.

Os artistas também têm diferentes perfis. São cerca de 40 profissionais a cada edição, com diferentes experiências em artes visuais, selecionados por jurados do universo das artes e as obras expostas passam pela curadoria de Lilian Bado, a realizadora da feira, que a partir de todo o repertório acumulado em visitas a museus internacionais e pesquisas acadêmicas tem o objetivo de apresentar o melhor de cada artista para o público.

Com essa proposta, A OUTRA FEIRA é diferente de uma exposição tradicional porque, no evento, o visitante tem contato com as peças e pode conversar sobre os trabalhos diretamente com o artista.

A ideia vai além: todas as peças expostas estão disponíveis para venda. Os visitantes podem, ainda, negociar as obras com os artistas — diferentemente do que acontece em galerias tradicionais de arte, em que a venda das peças é feita por um intermediário (galerista ou marchand) a um número limitado de pessoas.

“Queremos desmistificar a ideia de que a obra de arte só pode ser consumida por um número pequeno de pessoas e democratizar o seu acesso”, comenta a curadora Lilian Bado, idealizadora  e curadora do projeto. Curadora com mestrado na Universidade Goldsmiths de Londres (Inglaterra) e pós-graduada em artes visuais pela Unesp, Lilian Bado vem atuando no Brasil com projetos de exposições e a feira com o objetivo de aproximar o artista do público em um ambiente informal rodeado de obras. 

Quem já participou do evento destaca a possibilidade de acesso às artes que A OUTRA FEIRA promove. “O principal diferencial d’A OUTRA FEIRA é o seu caráter acessível em termos de custos das obras e, também, pelo contato direto entre o público e o artista”, diz Marcia Gadioli, artista visual que participou de todas as edições d’A OUTRA FEIRA. 

“No projeto, as pessoas têm acesso a artistas que não necessariamente têm uma trajetória de mercado; o artista, por sua vez, tem a possibilidade de diálogo próximo e de encantar a pessoa que se interessa pela sua obra”, diz Marcia Gadioli.

O evento é, ainda, uma oportunidade de conexão também para os artistas que se expõe ao público, a outros artistas, críticos, curadores e galeristas que são referência no meio  — e que nem sempre estão acessíveis.

Venha se conectar com artes, com artistas contemporâneos e suas obras mais recentes n’A OUTRA FEIRA. Estamos todos esperando por você.

Lilian Bado

Mestre em Teoria de Arte Contemporânea pela Goldsmiths University of London e pós-graduanda em Artes Visuais pela UNESP. Desde 2013 realiza o projeto curatorial Campo Minado, criando um ambiente experimental onde acontecem encontros entre o público e os artistas expositores. A partir de 2016 realiza A OUTRA - feira de arte contemporânea como curadora e produtora.

 Pintura de Ulysses Boscolo

Pintura de Ulysses Boscolo

 Vou correr o mundo para achar um jeito de nos conectarmos melhor uns com os outros.

Vou correr o mundo para achar um jeito de nos conectarmos melhor uns com os outros.